Corecon-DF homenageia economista Dércio Munhoz

Para comemorar os 65 anos da profissão no Brasil, o Conselho Federal de Economia (Cofecon) e o Conselho Regional de Economia do Distrito Federal (Corecon-DF) homenagearam dois ex-presidentes: Dércio Garcia Munhoz (1986) e José Luiz Pagnussat (1996). Ambos receberam uma placa de reconhecimento pelos trabalhos desenvolvidos à frente da autarquia; Munhoz também foi agraciado com o título de Economista Emérito do Corecon-DF. A solenidade ocorreu em Brasília, na sede do Cofecon. O presidente do Cofecon, Júlio Miragaya, afirmou que o reconhecimento é uma forma de homenagear todos os economistas do Brasil.

Munhoz recebeu a placa do vice-presidente do Corecon-DF, Ronalde Lins, que foi seu aluno na universidade. “Lembro que estava pensando em migrar de curso. Assisti uma palestra dele e resolvi permanecer. Eu o conheci recentemente e fiquei admirado não só com o grande conhecimento que tem, mas também por sua simplicidade. Ele teve grande influência na minha vida pessoal e profissional”, declarou. O economista Mário Sérgio Sallorenzo, vice-presidente do Cofecon em 2010 e 2011, entregou a comenda de Economista Emérito do Corecon-DF. Ele afirmou que pôde acompanha-lo como conselheiro e percebeu que as pessoas se dirigem a ele com o devido respeito e admiração, e o professor retribui de forma doce. “Tenho um orgulho imenso de estar aqui, sou admirador do professor Dércio e esse dia marcou minha vida”.

Ao agradecer as homenagens, Dércio Munhoz destacou fatos que ocorreram em sua gestão frente ao Cofecon e os principais desafios da época, como as mudanças para reformular o Conselho. Foi ele quem desenhou como seria a estrutura funcional e criou fundos para informatização dos regionais, para ofertar cursos e para assistência administrativa dos Regionais. “Muito me comove e alegra a homenagem. A caminhada nunca foi sozinha, sempre tive muita gente ao meu lado. É um privilégio receber esta homenagem, mas ela representa um trabalho coletivo mais amplo”. Coincidentemente, este ano ele completa 50 anos de formado em Economia e 70 anos de que teve o primeiro emprego.

Pagnussat afirmou que desde os anos 80 considera o Conselho uma casa, onde fez grandes amigos, sendo muitos deles ídolos e gurus da época de universidade. Fez um resumo de sua atuação à frente da entidade, destacando os acontecimentos da época, como o esforço para manter os Conselhos como autarquias, a retomada do Prêmio Brasil de Economia – criado na gestão de Dércio Munhoz – e o posicionamento do Cofecon sobre as privatizações que ocorreram na época. “O Conselho deve estar sempre pensando no futuro e se posicionar estrategicamente. Como exemplo, é importante que se posicione em relação às privatizações intensivas que devem ocorrer após divulgação do teto da meta fiscal”, recomenda.

A presidente do Corecon-DF, Maria Cristina de Araújo, destacou o brilhantismo dos homenageados, que são economistas reconhecidos em todo o País. “Me sinto muito honrada em participar desse momento, pois o Dércio é meu mestre. Ele deu grandes contribuições em sala de aula e seu exemplo, ética e contribuições para a economia são imensuráveis”. Destacou o empenho e o trabalho voluntário realizado pelos economistas em prol da profissão, o que contribui para o conselho e valorização da profissão.

Currículo

Dércio Munhoz

O economista formou-se em Economia pela Universidade de Brasília (UnB) e foi docente na instituição por 28 anos; além de ser mestre pela Universidade de São Paulo e professor colaborador de diversos cursos de pós-graduação em Economia em importantes universidades do País, como a Universidade Federal do Rio de Janeiro. Possui o título Notório Saber, pelo Conselho Federal de Educação. Autor de diversos livros, tais como “Demografia no Distrito Federal”, “A renda e a demanda de produtos alimentícios no Distrito Federal”, “Economia agrícola: uma defesa dos subsídios”, “Dívida externa: a crise rediscutida” e “Entre Crises: 40 Anos da Economia do Brasil”, foi presidente dos Conselhos Federal de Economia e Superior da Previdência Social. Possui mais de 200 trabalhos publicados, entre livros, artigos especializados e textos acadêmicos em economia.

José Luiz Pagnussat

O economista é graduado em Economia pela Universidade Católica de Brasília (1981) e mestre em Economia pela Universidade de Brasília (1988). Especializações em Gestão Pública: da Eficiência à Inteligência, curso pela Escola Nacional de Administração Pública e Estruturas de Gestão Pública pelo Instituto Serzedello Corrêa do TCU. Atuou como professor da UCB de 1985 a 2004 chegando a exercer a função de Chefe do Departamento de Economia. Professor da ENAP desde 1988. Foi membro da Comissão de Especialistas do Curso de Ciências Econômicas da Secretaria de Ensino Superior SESU/MEC e Membro da Comissão do Curso de Economia para o Exame Nacional de Curso 1999. Foi Presidente do Conselho Federal de Economia em 1996. Presidente do Conselho Regional de Economia do DF em 1990, 1994 e 2009/10. Presidente da Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Economia – ANGE – (1999/2001). Editor responsável pela Revista de Conjuntura, coordenador da Comissão de Política Econômica e da Reunião de Conjuntura Econômica do Corecon-DF.


 

(*) Assessora de Imprensa do Cofecon
natalia.kenupp@cofecon.org.br
(61) 3208 1803

Escrito por Natália Kenupp (*)
0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Fale com o CoreconDF

Faça contato conosco

Enviando

Conselho Regional de Economia da 11ª Região – Distrito Federal

Setor Comercial Sul (SCS), Quadra 1, Edifício Antônio Venâncio da Silva, Salas 301/306 

CEP: 70.395-900

Telefones: (61) 3223-1429 | 3226-7487 | 9.9958-1718

corecondf@corecondf.org.br

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?